Uberlândia recebe, neste domingo, evento terapêutico-cultural aberto à população


 

Atividade tem como proposta dançar a gratidão para gerar uma conexão 

com a beleza, o amor, a bondade, a virtude, a esperança e as relações positivas | Crédito: Divulgação


De forma inédita, a cidade de Uberlândia receberá o evento Vivência Dançando a Gratidão – Espalhando sementes de leveza e bem-estar, no próximo domingo (16/06), das 8h30 às 17h30,  na Rua Melo Viana, 781, no bairro Martins. As inscrições podem ser feitas, por meio do telefone (34) 99869-1816. As vagas são limitadas.

 

O evento, em formato de Workshop, é direcionado a todas as pessoas interessadas na prática de bem-estar e no aprendizado dos benefícios da gratidão.

 

Conduzida pela psicóloga paulista, escritora, especialista em Psicologia Positiva e professora de Danças Circulares, Deborah Dubner, a atividade tem como proposta dançar a gratidão para gerar uma conexão com a beleza, o amor, a bondade, a virtude, a esperança e as relações positivas. "Nós podemos fazer a escolha de nutrir esse sentimento da gratidão em vez de focar na escassez", defende a facilitadora.  

O evento é resultado do movimento #umagradecimentopordia iniciado por Deborah Dubner, há 14 anos, que surgiu por meio de posts diários feitos na rede social Facebook. "Esse simples gesto, que virou hábito, foi se expandindo, me transformando, trazendo novas perspectivas para o meu olhar, me convidando a ver o simples, conectar-me com o belo, honrar a jornada e acolher as pedras do caminho. Isso acabou gerando um convite para palestrar no TEDx sobre Felicidade em 2014, o que foi uma experiência incrível", conta.

 

E em 2019, depois de escrever um livro, criar um podcast e conduzir jornadas virtuais pela Gratidão, a psicóloga criou a vivência "Dançando a Gratidão". "Neste trabalho, reúno as sementes de um plantio que une meu percurso pela Psicologia, pelas Danças Circulares e também como autora. Tenho tocado delicadamente muitos corações com esta vivência e agradeço profundamente por isso", diz Deborah Dubner.

 

Gratidão e ciência 

Vários estudiosos da neurociência já provaram que a prática da gratidão tem o poder de transformar o cérebro humano e influenciar fortemente a vida das pessoas.

"Pesquisas científicas já provaram que toda vez que sentimos gratidão, liberamos a dopamina (um importante neurotransmissor) e estimulamos o sistema de recompensa do cérebro, gerando uma sensação de prazer e bem-estar. É por isso que muitas pessoas que sentem e conseguem expressar a gratidão também despertam emoções positivas, demonstrando mais vitalidade e energia, sentindo-se reconhecidas e incentivadas a fazer qualquer coisa de uma maneira ainda melhor", comenta Deborah Dubner.

Segundo a psicóloga, a gratidão aumenta a sensação de bem-estar, melhora a autoestima, aumenta a empatia e diminui a agressividade, além de aprimorar os relacionamentos e melhorar a saúde física e mental. 

Assessoria