Uberlândia figura no topo do Mapa do Turismo Brasileiro pela quarta vez seguida



 

F-DANIEL NUNES (1).JPG
Secretaria de Governo e Comunicação/PMU

 

O protagonismo de Uberlândia no cenário nacional voltou a ser ratificado em nova pesquisa de grande alcance. Desta vez, e pela quarta consecutiva, o município figurou entre os mais bem preparados para receber turistas do Brasil e do exterior, conforme o Mapa do Turismo Brasileiro 2024, divulgado pelo Ministério do Turismo (MTur). Classificada na categoria A, Uberlândia está entre as três cidades mineiras melhores ranqueadas dentre as 650 analisadas. No país, de 2.242 municípios avaliados, apenas 48 configuram a mesma categoria.

Em Minas Gerais, além da segunda maior cidade do estado, somente Belo Horizonte e Poços de Caldas receberam avaliação semelhante, o que faz de Uberlândia a única representante do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba na listagem. Os demais municípios mineiros receberam a respectiva análise qualitativa: 30 deles ficaram na categoria B; 74 na C; 407 na categoria D; e outros 136 na E.

 Referência

Uberlândia oferece riquezas culturais inúmeras e proporciona lazer e entretenimento por meio de seus parques, praças, museus, teatros e variada agenda de shows. Dispõe de gastronomia diversificada, cervejarias artesanais e locais para a prática de ecoturismo, além de ser reconhecida pelo turismo de negócios. Para impulsionar o setor, por exemplo, o município conta ainda com a divulgação da revista Invista, impressa e digital, que reúne todas as informações e os principais atrativos que a cidade apresenta aos seus visitantes.

 

IMG_7140_TRATADA b.jpg
Secretaria de Governo e Comunicação/PMU

 

Mapa do Turismo Brasileiro

Divulgado pelo MTur, o Mapa do Turismo Brasileiro é um ranking no qual estão presentes cidades que consideram o setor estratégico para o desenvolvimento e com real vocação turística ou que são impactados pela movimentação econômica gerada por viagens.

No levantamento, os municípios são classificados em cinco categorias: A, B, C, D e E. De posse desta classificação, o gestor público pode avaliar o desempenho do seu município no turismo, orientando ações para o desenvolvimento do setor.

A classificação leva em consideração itens diretamente relacionados à economia do turismo, como quantidade de estabelecimentos de hospedagens e de empregos que geram estimativas de visitantes domésticos e internacionais realizadas pelo MTur e arrecadação de impostos federais a partir dos meios de hospedagem informada pela Receita Federal. Os municípios também precisam atender a critérios, como ter um órgão de turismo e orçamento definido para investimentos, além de ter Conselho Municipal de Turismo ativo.

PMU