Transportadora uberlandense realiza primeira operação do Agro 100% movida à energia solar no mundo


A Linardi e Almeida, que opera no setor logístico a serviço do agronegócio, anuncia um marco histórico: a primeira operação logística, mundialmente comprovada, 100% movida à energia solar. O projeto está sendo desenvolvido em Uberlândia (MG) e inicia sua terceira etapa no dia 26 de junho. A iniciativa é um passo significativo em direção a um futuro mais sustentável, alinhando-se à visão da empresa de oferecer soluções personalizadas, inovadoras e sustentáveis.

Projeto – Frota Solar

Desde maio de 2021, a Linardi e Almeida se dedica ao estudo, aplicabilidade, desenvolvimento e execução de operações realizadas com veículos 100% elétricos e com zero emissão de poluentes, movidos inteiramente por energia solar. Este projeto pioneiro teve sua primeira operação com uma van elétrica, em parceria com o time de Production Research da Bayer em Uberlândia, no período de agosto de 2021 a junho de 2022. Durante esta fase inicial, foram evitadas mais de 1,4 toneladas de CO2.

A operação evoluiu para uma nova fase, utilizando uma van elétrica de outro modelo, de junho de 2023 a julho de 2023. Esta etapa superou as expectativas anteriores, evitando a emissão de quase 1,9 toneladas de CO2.

A próxima etapa deve ocorrer ainda neste mês de junho com expectativa de evitar ainda mais a emissão de CO2.

Estrutura do projeto

O projeto Frota Solar da Linardi e Almeida consiste em três componentes principais: usina solar, carregador rápido e veículos elétricos. O desenvolvimento técnico e a implantação da solução começam com a construção e instalação da usina solar, um projeto de engenharia 100% próprio que pode incluir a criação de carports para maximizar a eficiência e a utilização do espaço.

Paralelamente, um estudo detalhado é conduzido para selecionar o melhor carregador rápido, visando otimizar a disponibilidade dos veículos elétricos e minimizar os custos operacionais. A frota é composta por veículos próprios 100% elétricos, garantindo zero emissão de poluentes. Um aspecto crucial do projeto é a garantia do lastro da energia utilizada para recarga, assegurando que toda a eletricidade consumida seja proveniente da usina solar, reforçando o compromisso com a sustentabilidade. O tempo estimado para a completa implantação da solução é de seis meses, durante os quais todas as etapas serão rigorosamente seguidas para assegurar a eficiência e a sustentabilidade da operação.

Monitoramento

O projeto é monitorado, de forma abrangente, para assegurar a eficiência e sustentabilidade de todas as operações. No âmbito do sistema solar, dados como a energia gerada diariamente e a curva de potência de geração são coletados e analisados. Para o carregador, são monitorados o número de recargas, a energia utilizada em cada recarga e a duração de cada processo de carregamento. No caso dos caminhões elétricos, informações detalhadas como o odômetro, localização, operador/motorista, velocidade média, eficiência de condução, acelerações e frenagens bruscas, e nível de bateria, são registrados. Adicionalmente, cada motorista preenche um formulário diário que contribui para a plataforma de dados do projeto, permitindo um acompanhamento preciso das operações. Todos esses dados são compilados em um relatório mensal detalhado, que é enviado à Bayer, contendo todos os indicadores de performance e assegurando a transparência e a eficácia da operação.

Felipe Soncino Linardi, sócio da Linardi e Almeida, compartilha o caminho trilhado até este marco histórico. "Entendemos, há quatro anos, que a mobilidade elétrica era o futuro. Iniciamos com um carro Bolt, mas rapidamente percebemos a necessidade de uma van para nossas operações. Foi assim que começamos a utilizar a van elétrica em parceria com a Bayer, mostrando a viabilidade dessa tecnologia."

Através do sucesso nas operações com a van elétrica, a Linardi e Almeida obteve a aprovação para utilizar a logo da Bayer, um símbolo de confiança e reconhecimento. "Hoje, estamos entregando a primeira operação no agro 100% movida à energia solar, com lastro comprovado. Esta operação, dentro do site da Bayer, em Uberlândia, prova que nossa energia é 100% limpa e que estamos na vanguarda da inovação sustentável", destaca Felipe Soncino Linardi

"Esta parceria está em linha com o compromisso da Bayer de se tornar neutra em carbono e neutralizar seu impacto climático até 2030. Ao adotar modais mais limpos, não apenas estamos investindo em um futuro mais sustentável, como também demonstramos nosso papel ativo na proteção do meio ambiente. Este é mais um exemplo de que a colaboração promove a inovação e ainda contribui para reduzir a emissão de poluentes", diz o Fernando Constâncio, Analista de Logística da Bayer.

Em 2022 a empresa apresentou as soluções à Liderança Global de Inovação em Agricultura Sustentável da Bayer, vinda do exterior em visita ao Brasil. "Temos todas as certificações possíveis do mercado e estamos prontos para receber qualquer visita ou empresa interessada em ver nossa operação de perto. Queremos mostrar que é possível fazer diferente, com integridade e excelência", conclui Felipe Soncino Linardi.

A Linardi e Almeida continua comprometida com a expansão de sua Frota Solar, ambicionando alcançar operações 100% sustentáveis até 2026, reafirmando seu compromisso com a melhoria contínua e a redução do impacto ambiental.

Assessoria