Prefeitura de Uberlândia conta com ações e ponto extra para ampliar vacinação contra a poliomielite

 



Foto: Valter de Paula/Secretaria de Governo e Comunicação - PMU


A Prefeitura de Uberlândia continua com as ações para ampliar a cobertura vacinal, principalmente do público infantil. Com a prorrogação da Campanha de Vacinação da Poliomielite até o dia 30 de junho, a Secretaria Municipal de Saúde segue com o ponto extra de vacinação no Terminal Central, a busca ativa feita pelas unidades de saúde e com a vacinação nas escolas.

Até o dia 15 de junho, foram aplicadas 9.500 doses da vacina, o que representa 27,7% da meta para a campanha. Devem receber a dose extra da vacina crianças de um ano a menores de cinco anos. Já as crianças menores de um ano devem atualizar o cartão de vacina.

A imunização é a única forma de prevenir a doença que pode causar a paralisia infantil. A Campanha busca reduzir o número de crianças não vacinadas e o risco de reintrodução do poliovírus no Brasil, além de reforçar medidas para a erradicação da doença. O índice de cobertura vacinal em Uberlândia acompanha a média nacional, que também está abaixo do esperado de 95%.

Poliomielite

A poliomielite, conhecida como paralisia infantil, é uma doença altamente infecciosa, causada pelo poliovírus, que invade o sistema nervoso e pode causar paralisia total em questão de horas. O vírus é transmitido de pessoa para pessoa, principalmente por meio da via fecal-oral ou, menos frequentemente, por um veículo comum (por exemplo, água ou alimentos contaminados) e multiplica-se no intestino.

De acordo com o Ministério da Saúde, o Brasil não registra casos de poliomielite desde 1989 e, cinco anos depois, em 1994, recebeu a certificação de área livre de circulação do poliovírus selvagem. No entanto, o país foi classificado em 2023 como de alto risco para a reintrodução do poliovírus pela Comissão Regional para a Certificação da Erradicação da Poliomielite na Região das Américas (RCC).  

Assessoria