Injúria Renal Aguda: causas, sintomas e diagnóstico


 

A injúria renal aguda (IRA) é uma condição em que os rins perdem rapidamente a capacidade de realizar suas funções básicas, como eliminar resíduos e líquidos do corpo. Essa condição pode surgir subitamente e é diferente da doença renal crônica (DRC), que é uma perda progressiva e irreversível da função renal.
 

A IRA pode ser causada por vários fatores, incluindo:

  • Choque circulatório: redução severa do fluxo sanguíneo para os rins;
  • Sepse: infecção generalizada que pode comprometer os órgãos;
  • Desidratação severa: falta de líquidos no corpo que afeta o funcionamento renal;
  • Obstrução renal: bloqueios que impedem a passagem da urina;
  • Insuficiência cardíaca: o coração não bombeia sangue adequadamente, afetando os rins.

"Além disso, certos medicamentos podem ser tóxicos para os rins, como anti-inflamatórios, antibióticos e alguns quimioterápicos", explica Bruno Zawadzki, diretor médico da DaVita Tratamento Renal.
 

A condição pode apresentar sintomas como:

  • Diminuição da produção de urina;
  • Retenção de líquidos, causando inchaço nas pernas, tornozelos ou pés;
  • Sonolência e cansaço;
  • Perda de apetite, náuseas e vômitos.

No entanto, a IRA muitas vezes não apresenta sinais claros e pode ser diagnosticada durante uma internação por outros motivos. Para o diagnóstico é importante procurar um nefrologista se houver sintomas ou suspeita do acometimento do rim baseado no contexto do paciente.
 

"É fundamental que o paciente realize exames simples como urina, sangue e dosagem de creatinina, que ajudam a rastrear a condição", destaca Zawadzki.

 

Prevenção e Tratamento

A recuperação da IRA depende de vários fatores, incluindo a idade do paciente e a presença de outras doenças. Em alguns casos, quando os rins não conseguem remover resíduos do corpo, a diálise pode ser necessária. Esse processo utiliza uma máquina para filtrar o sangue, substituindo temporariamente a função dos rins.
 

Dicas de Prevenção

  • Hidratação adequada: manter-se hidratado é crucial para o bom funcionamento dos rins;
  • Cuidado com medicamentos: sempre consulte um médico antes de usar medicamentos que possam afetar os rins;
  • Acompanhamento médico: realize check-ups regulares para monitorar a saúde renal.
Assessoria