Fafá de Belém celebra a carreira no Sem Censura com edição especial




Com sua voz potente e personalidade cativante, a diva Fafá de Belém é reverenciada na edição temática do Sem Censura que a TV Brasil apresenta nesta sexta (21), às 16h. A cantora e compositora bate um papo sobre a sua trajetória e recorda os quase 50 anos de carreira na entrevista exclusiva para a anfitriã Cissa Guimarães. O conteúdo fica disponível no app TV Brasil Play e no YouTube da emissora.

A atração inédita tem a presença de vários convidados. A conversa na tradicional bancada da emissora pública recebe amigos e parceiros artísticos da homenageada. Participam da celebração o crítico musical Mauro Ferreira, o cantor e compositor Arthur Espíndola, e o DJ Zé Pedro, que também é produtor musical, apresentador e escritor. A debatedora é a jornalista especializada em música, Fabiane Pereira.

No 'sextou' do programa, a artista que tem mais de 30 álbuns gravados e 15 milhões de discos vendidos entoa grandes clássicos que marcaram sua produção. Fafá de Belém canta sucessos como músicas como "Nuvem de Lágrimas", "Emoriô", "Vermelho", "Abandonada" e "Nossa Senhora", entre outras canções.

Papo diversificado sobre trajetória

Durante o animado encontro no Sem Censura, Fafá de Belém revela passagens marcantes de sua vida e obra. Os convidados destacam a importância da célebre artista que colocou os músicos do Pará no mapa da cultura brasileira nos anos 1970 quando ela iniciou a carreira artística.

Entre os temas abordados estão as trilhas sonoras de novelas que embalam gerações, a relevância da família, a luta pela democracia no país e o papel da religiosidade em sua história. "É uma missão, é um legado que deixo para o meu povo paraense", resume, emocionada, ao se referir a sua devoção.

Com dupla nacionalidade, Fafá de Belém também é reconhecida e considerada um ícone em Portugal. A artista vai do forró ao sertanejo, canta do fado à música romântica. Independentemente do estilo, a diva é sinônimo de talento e carisma no palco e no trato com os fãs.

O jornalista e crítico musical Mauro Ferreira analisa a contribuição da musa com curiosidades pitorescas, enquanto o cantor e multi-instrumentista Arthur Espíndola, conhecido por fazer o samba amazônico, conta detalhes da paixão genuína da homenageada pela sua região de origem.

O amigo Zé Pedro comenta a importância da cantora paraense no cenário da MPB. Com seu jeito hilário de ser, o DJ e produtor musical recorda história inéditas como a ocasião em que ele conheceu Fafá de Belém num show da estrela no Rio de Janeiro quando foi pedir autógrafos da já consagrada cantora.

Retorno do programa

Clássico da televisão brasileira, o Sem Censura reestreou na grade do canal público em fevereiro. Agora sob apresentação de Cissa Guimarães, o programa tem novos quadros, debatedores, entrevistas e atrações musicais. A roda de conversa entra na programação da TV Brasil de segunda a quinta-feira, ao vivo, das 16h às 18h. A produção tem edições especiais toda sexta-feira, no mesmo horário.

Mesmo em novo formato, o Sem Censura continua com pontos clássicos do programa, como a bancada em formato semicírculo com a apresentadora ao centro, mas de forma repaginada. A trilha sonora que marcou as tardes da telinha ganha um ritmo mais popular. A identidade visual também foi reformulada, com elementos mais jovens e conectados ao universo digital.

Debatedores e mais cultura

O Sem Censura traz de volta a presença dos debatedores fixos, que se revezam a cada edição. A produção reúne nomes como o carnavalesco Milton Cunha; o jornalista André Curvello, o ator Hugo Bonemer; a comediante Dadá Coelho; o diretor de cinema e teatro, Rodrigo França; a atriz e apresentadora, Luana Xavier; e a jornalista cultural e radialista, Fabiane Pereira.

Eles se alternam na atração com outros profissionais que trabalham na emissora como a jornalista e apresentadora Katy Navarro, que já comandou o programa em outras oportunidades; a cantora, jornalista e também apresentadora de atrações musicais da TV Brasil, Bia Aparecida; e o jornalista e influenciador digital, Murilo Ribeiro, o Muka.

Com direção geral de Bruno Barros, que também já esteve na apresentação do Sem Censura em outras temporadas, o programa retoma a vocação de ser um espaço de divulgação da produção cultural brasileira e referência para novos artistas.

Todas as sextas-feiras, o Sem Censura reúne atrações musicais que se apresentam no palco e fazem um tributo a grandes personalidades. Simone, Sandra Sá, Gal Costa, Beth Carvalho e Elis Regina foram algumas das estrelas homenageadas. A direção artística do programa é de Leila Maia.

O Sem Censura tem exibição simultânea pelo YouTube da emissora (youtube.com/tvbrasil) e pelo aplicativo TV Brasil Play (http://tvbrasilplay.com.br). O app pode ser baixado gratuitamente e está disponível para Android e iOS. Assista também pela WebTV: https://tvbrasil.ebc.com.br/webtv.

A interatividade está presente com a hashtag #semcensura nas redes sociais. O público também pode participar pelo WhatsApp (21) 99903-5329. Cissa Guimarães lê e comenta as mensagens, enquanto os convidados respondem às perguntas enviadas.

Assessoria