Duas chapas disputam, nos próximos dias 6 e 7 de agosto, o voto de cerca de 70 mil médicos mineiros na eleição para a escolha do representante titular e do suplente no Conselho Federal de Medicina (CFM)



Uma das chapas, a “Minas Muda CFM”, é formada pelo médico infectologista Unaí Tupinambás e a médica coloproctologista Karine Zanine. É uma chapa de oposição ao CFM. A outra chapa, a “Pelo ato médico – fale 33”, é formada pelo médico anestesista  Alexandre de Menezes Rodrigues, que é de Uberlândia, e a médica radiologista Cibele Alves de Carvalho.

A chapa “Minas Muda CFM” faz parte de uma articulação nacional que lançou candidatos de oposição ao CFM em vários estados. Unaí e Karine defendem um CFM alinhado com a ciência e com as campanhas de vacinação e defensor do Sistema Único de Saúde (SUS) e do trabalho médico de qualidade. Eles criticam o alinhamento recente do CFM a teses negacionistas antivacina e anticiência e seu  aparelhamento por partidos e governos. 

Assessoria