Dmae Uberlândia é destaque em fórum realizado em São Paulo



Divulgação/Fórum Estadão Think

 

O Departamento Municipal de Água e Esgoto (Dmae) participou do Fórum Estadão Think – Loteamentos Urbanos 2024: Perspectivas e Projeções, evento que aconteceu em São Paulo, na manhã desta segunda-feira (24). O convite para o evento, organizado pelo jornal Estadão, partiu da Associação de Loteadores do Estado de São Paulo (AELO). Participaram do Fórum empresários e executivos do setor de loteamentos e concessionárias de saneamento básico, além de jornalistas e autoridades, que debateram o papel dos loteamentos no desenvolvimento sustentável de áreas urbanas.

O Dmae esteve no Painel 2, que debateu a atividade dos loteamentos e a relação com as concessionárias de saneamento básico. "Fomos, honradamente, convidados para falar sobre as práticas aplicadas pelo município e pelo Dmae com as empresas de loteamento e incorporação imobiliária, e como isso tem impactado no desenvolvimento do município. Isso mostra o compromisso da gestão Odelmo Leão com o saneamento básico da nossa população", disse o diretor-geral adjunto do Dmae, Guilherme Marques.

Na sua participação no Painel, Guilherme Marques relatou o desafio do governo municipal para equilibrar as contas do Dmae, que possui uma das tarifas mais baixas do país, com poder de investimentos em saneamento. "Historicamente, o Dmae fez grandes investimentos no passado, décadas de 1970, 1980, e sustentou por muitos anos, diria até recentemente, uma tarifa insustentável. A tarifa, hoje, está em R$ 2,60, isso porque nós fizemos uma revisão tarifária em 2023", disse.

Guilherme Marques também reforçou os esforços para que o setor imobiliário pudesse prosperar. "Tivemos que encarar a realidade, desburocratizar o que dava e começamos a investir. Soltamos, no ano passado, um pacote de R$ 250 milhões de investimento, que para Uberlândia é um valor significativo, e, posso afirmar, que não temos mais problemas e reclamações com loteadores e incorporadores da cidade".

 

PMU