Dia Mundial do Meio Ambiente: a importância do descarte correto de medicamentos


 

Para aumentar a conscientização da população para o descarte correto de medicamentos, a Roche Farma Brasil, em parceria com o eCycle, disponibiliza no site uma ferramenta de busca que ajuda a população a identificar os postos de coleta de medicamentos para descarte mais próximos, de acordo com a localização fornecida.

 

A partir de dados colhidos na ferramenta, Roche constatou que a população está cada vez mais interessada no tema: o número de buscas por postos de coleta no site da farmacêutica saltou de 41.787 em 2022 para 79.120 em 2023, um aumento de mais de 90% na procura por locais para descarte. Dados preliminares da plataforma eCycle sugerem que em 2024 o número de buscas deve chegar a 85 mil.

 

Farmácias e outros estabelecimentos também estão cada vez mais engajados na causa: o número de postos de coleta mapeados pelo eCycle e ativos no sistema cresceu 48% de 2022 para 2023 - atualmente, há 4.506 postos ativos na plataforma. No buscador do ambiente da eCycle, os medicamentos também são um item de destaque na pesquisa por informações sobre descarte e responde atualmente por 26% do interesse dos usuários, dentre mais de 120 itens (como vestuário, plástico, eletrodomésticos, entre outros).

 

O aumento de interesse, assim como a preocupação da população sobre o tema, é fundamental para mudar hábitos no Brasil: cerca de 14 mil toneladas de medicamentos perdem a validade todos os anos no país, de acordo com um relatório da Comissão de Meio Ambiente (CMA) do Senado Federal. E uma pesquisa realizada pelo Conselho Federal de Farmácia (CFF), por meio do Instituto Datafolha, mostra que 70% dos entrevistados utilizam maneiras incorretas para a destinação final destes resíduos.

 

"A Roche acredita que a solução de geolocalização de postos de coleta eCycle é um passo fundamental para aumentar a conscientização sobre a importância de não descartar o medicamento no lixo comum ou no esgoto, evitando o risco à saúde e ao meio ambiente e contribuindo para a preservação dos recursos ambientais e para a construção de uma sociedade mais consciente", afirma Rogerio Nakamura, SHE Officer da Roche Brasil.

 

Perguntas e respostas sobre descarte de medicamentos

 

Onde devem ser descartados medicamentos e frascos?

Farmácias fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos, frascos e materiais cortantes e pontiagudos, assim como algumas Unidades Básicas de Saúde (UBS) e supermercados indicados na ferramenta de busca da Roche/eCycle. Caso não tenha um local próximo, a pessoa deve procurar a Vigilância Sanitária.

 

Onde devem ser descartadas bulas e caixas?

As caixas de papel e as bulas, geralmente, não têm contato direto com o medicamento, não são tóxicas ao meio ambiente e podem ser descartadas no lixo reciclável. Mas os medicamentos devem ser mantidos no blister ou frasco para descarte nos postos de coleta. Materiais cortantes devem ser guardados dentro de embalagens resistentes, como latas e plástico, para eliminar o risco de acidentes e só devem ser descartados nos postos de coleta.

 

E o blister (embalagem primária) usado? Posso encaminhar para a reciclagem?

As embalagens primárias, como blisters e recipientes plásticos ou de vidro, não devem ser considerados como material para a reciclagem. Isso ocorre porque não é possível assegurar que eles estejam totalmente descontaminados dos medicamentos utilizados. Desta forma, qualquer tipo de embalagem que entra em contato com os medicamentos devem ser destinados aos mesmos coletores de medicamentos. Por outro lado, caixas, bulas e outros materiais que são considerados secundários podem ser encaminhados para a reciclagem.

 

Quais os impactos ambientais e sociais de descartar medicamentos em lixo comum?

Os medicamentos têm substâncias que podem se tornar tóxicas após a sua decomposição. Quando jogados em locais inadequados, como lixo comum ou sistema de esgoto, os medicamentos contaminam a água e o solo, podendo afetar peixes e outros organismos vivos, além de pessoas que bebem dessa água e consomem ou se alimentam desses animais. O procedimento também coloca em risco pessoas que entram em contato direto com o resíduo, como garis e catadores.

 

Os medicamentos que ainda não estão vencidos, mas não serão usados, devem ser descartados?

Acumular muitos medicamentos em casa não é um bom hábito. Quando há sobras, o melhor a fazer é descartá-las nos postos de coleta, evitando guardá-las para uso posterior, principalmente no caso de líquidos cuja embalagem já foi violada. Isso porque, mesmo estando dentro do prazo de validade, o produto pode ter sido guardado de forma inadequada e não estar em boas condições para o consumo. Nunca tome medicamentos que mudaram de cor, textura ou cheiro.

 

Quais os cuidados para armazenar medicamentos e não ter que descartá-los antes do prazo?

É preciso ter alguns cuidados na hora de armazenar medicamentos em casa. Os cuidados de conservação dependem de cada medicamento e estão descritos na bula e no cartucho. É preciso seguir essas recomendações para manter as características do medicamento. Além disso, é importante não guardar medicamentos vencidos junto com outros e nunca deixá-los ao alcance de crianças.


Assessoria