Criolo, Dino D'Santiago e Amaro Freitas retornam com o clipe de "Esperança"


Criolo, Dino D'Santiago e Amaro Freitas, três artistas lusófonos, que após o lançamento do single "Esperança", disponibilizam ao público um clipe que representa a união cultural do trio, traduzindo histórias territoriais e ancestrais em um audiovisual.

"Esse clipe é uma tentativa de construir imagem e a imagem por si só tem sua vida e conta uma história tão forte, tão incrível. Esse relato da nossa rotina, do nosso cotidiano e essa visita ao onírico, o que são esses jovens espalhados pelo Brasil e pelo mundo, buscando seu destino, lutando por um ambiente mais justo, uma sociedade mais igualitária. Não é à toa que o nome da canção é 'Esperança', que por mais que esteja doendo, por mais que façam coisas para diminuir o jovem brasileiro, ele segue firme tentando construir dias melhores", comenta Criolo.

Confira AQUI!

Criolo nascido e criado no Grajaú, bairro de periferia na zona sul de São Paulo; Dino D'Santiago filho de pais cabo-verdianos, naturais da ilha de Santiago, nasceu no Algarve, Portugal; e Amaro Freitas, brasileiro natural de Nova Descoberta, bairro do Recife.

O encontro desses três grandes nomes resultou em uma conexão entre Brasil e Cabo Verde, que atravessa barreiras físicas, e é retratada nas cenas do curta através de uma coreografia, criada e executada por Rubens Oliveira, que usa o corpo preto brasileiro como instrumento de expressão.

Do outro lado do oceano, takes dos Mandingas da Ribeira Bote, grupo tradicional que percorre desfilando vários bairros na ilha de São Vicente, trajando saiotes e rostos tingidos de tinta preta, misturando todas as classes e idades, para anunciar o início da temporada do Carnaval mindelense.

Para contextualizar, os Mandingas são remanescentes do Império do Mali, o qual foi fundado no século XIII pelo MansaSundiata Queita. São originários do atuais Mali, Gâmbia, Guiné, Serra Leoa, Senegal, Burquina Fasso, Libéria, Guiné-Bissau, Níger, Mauritânia e Costa do Marfim. Apesar de dispersos, os Mandingas constituem o maior grupo étnico no Mali, na Guiné e na Gâmbia.

"Colaborar com o Criolo e Amaro Freitas num tema que nos diz tanto, foi muito especial. Neste vídeo está representado o manifesto que cantamos, através do reconhecimento, igualdade e transformação social. Emocionei-me ao ver a celebração tradicional Mandinga, no Carnaval da ilha de São Vicente. Um desfile que mostra a singularidade do complexo cultural cabo-verdiano, onde os trajes demonstram de tradição africana", completa Dino d'Santiago.

"'Esperança' é uma música extremamente rica em letra e elementos sonoros, senti que precisava representar isso por meio de um corpo preto, consciente e em movimento. A música tem muita energia e o material visual de Cabo Verde tem muito simbolismo cultural e potência visual, então convidei o talentoso corógrafo Rubens Oliveira para pensar, criar e performar movimentos que acompanhassem a letra e buscassem conexão com essa ancestralidade das imagens com a música. É um grande privilégio ter dirigido o visual dessa obra", finaliza o diretor Helder Fruteira.

Assessoria