IHARA apresenta tecnologias japonesas para citricultura mais produtiva na 49ª Expocitros


A fim de que os produtores possam se programar para a próxima safra, especialistas da empresa apresentarão tecnologias de ponta para o controle dos principais detratores de produtividade da citricultura

A IHARA, empresa de pesquisa e desenvolvimento de defensivos agrícolas, marca presença na 49ª edição da Expocitros, que ocorre entre os dias 4 e 7 de junho, em Cordeirópolis (SP). O evento, considerado um dos maiores de citricultura da América Latina, também comemora a 45ª Semana da Citricultura.

Durante os quatro dias do evento, os especialistas da empresa estarão presentes para destacar sua linha completa de produtos e serviços destinados à citricultura, bem como discutir os desafios enfrentados pelos produtores e oferecer orientações personalizadas sobre as melhores práticas de manejo para maximizar a produtividade e a sustentabilidade das operações no campo.

O agrônomo e gerente de Marketing Regional da IHARA, Marcos Vilhena, enfatiza a importância do evento para a indústria citrícola brasileira. “Estamos entusiasmados em participar da Expocitros e comprometidos em contribuir para o avanço da citricultura no Brasil, ajudando os agricultores a alcançar índices de produtividade mais competitivos e segurança no campo. Este é uma oportunidade única para os produtores se reunirem, compartilharem conhecimentos e experiências, além de explorarem soluções inovadoras que impulsionarão a produtividade e a sustentabilidade do setor.”

Tecnologia japonesa à serviço da citricultura brasileira

De acordo com levantamento do Serviço Estrangeiro Agrícola do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), estima-se que a colheita de laranjas no Brasil, considerado o maior produtor do mundo, alcance o patamar de 16,500 milhões de toneladas na safra de 2023/24, mesmo diante do clima desfavorável durante a floração. Já a safra global de laranja em 2023/24 deve atingir 48,8 milhões de toneladas.

Para que a produtividade da citricultura continue em alta nas próximas safras, os agricultores terão a oportunidade de conhecer o  FALCON, um herbicida para o controle de daninhas de folhas largas e estreitas com ação pré-emergente, longo residual, alta seletividade e que proporciona mais segurança para o manejo.

Na linha de acaricidas, o SANMITE EW apresenta alto efeito de choque, amplo espectro de ação e eficiência observada em todas as fases de desenvolvimento do ácaro, com destaque para o controle de Ácaro-da-leprose e Ácaro da ferrugem na cultura dos citros. O produto ainda é seletivo aos inimigos naturais e possui excelência no controle de ovos. Já o OKAY é um acaricida de alta velocidade, com ação de choque, que elimina rapidamente o ácaro-da-leprose. Graças ao seu efeito residual prolongado, Okay mantém sua lavoura saudável, com baixa população de ácaros.

“A IHARA está comprometida em oferecer soluções de ponta para auxiliar os citricultores a planejarem e tomarem as melhores decisões para a próxima safra, oferecendo o que há de mais moderno em tecnologia japonesa a serviço da agricultura brasileira”, afirma Vilhena.

Assessoria