Educação realiza roda conversa com estudantes em Uberlândia



Alimentação escolar, transporte, infraestrutura, componentes curriculares do EMTI e preparação para o Enem. Esses foram alguns dos temas que fizeram parte  da quinta "Roda de Conversa com o secretário", realizada nesta semana, em Uberlândia, no Triângulo Mineiro.

 

O encontro, promovido pela Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais (SEE/MG), reuniu 20 estudantes do Ensino Médio em Tempo Integral (EMTI), das Escolas Estaduais Teotônio Vilela, Bueno Brandão, Cidade Industrial, Ângela Teixeira e Guiomar de Freitas.

 

"Os estudantes são a razão do nosso trabalho, por isso é muito importante estarmos próximos, conversando, debatendo os assuntos que fazem parte da rotina deles. Esse feedback nos direciona e nos motiva a trabalhar sem medir esforços pela educação de Minas Gerais", explica o secretário de Estado de Educação, Igor de Alvarenga, sobre o projeto.

 

Momento de escuta

 

O momento de escuta dos jovens foi criado com objetivo de dar voz aos estudantes, receber sugestões e avaliar a eficácia das ações já implementadas na rede estadual de ensino. Também avaliar quais políticas educacionais podem ser aprimoradas, a partir do ponto de vista dos alunos.

 

"Eu não imaginava que um dia teríamos essa conversa com o secretário. Fiquei muito feliz, porque acho necessário ter esse momento com os colegas, compartilharmos ideias. Isso tem que ocorrer mais vezes" enfatizou Benjamim Martins, aluno do 2º ano do EMTI da Escola Estadual Bueno Brandão.

 

Para Ingredy Stefany Mendes, estudante do 2º ano do EMTI, da Escola Estadual Teotônio Vilela, a Roda de Conversa é um momento único para os estudantes da rede.

 

"Gostei muito da reunião, porque contamos nossas conquistas no EMTI, apresentamos demandas e desejamos ser atendidos. Cada um de nós trouxe algo da nossa experiência como aluno que pode ajudar o governo a trazer projetos novos para nossas escolas", conclui a estudante.

 

O propósito do encontro é também motivar o aluno a desenvolver novas habilidades de persuasão para saber expor as ideias e debater assuntos do cotidiano escolar que irá ajudá-los a se preparar para os desafios da vida e do convívio social.

 

"Achei muito importante participar de uma roda de conversa, acredito que esse bate-papo ajuda também no desenvolvimento do aluno. Se estamos sendo escutados, isso mostra que o governo se importa com a opinião dos estudantes e com o nosso desenvolvimento" agradeceu Douglas Cegatto Magalhães, que cursa o 3º ano do EMTI da Escola Estadual Cidade Industrial.

 

Alcance

 

Até o momento, a SEE/MG já se reuniu com 160 estudantes do EMTI,  de 39 escolas, coordenadas por cinco Superintendências Regionais de Ensino, nas regiões do Sul de Minas, Vale do Aço, Zona da Mata, Central e Triângulo Mineiro.

 

O momento de escuta seguirá para as demais SREs, percorrendo todo o estado, para dialogar e ouvir de perto a opinião dos estudantes sobre a educação pública estadual, que atende cerca de 1,6 milhão de estudantes, em 3.425 escolas.

 

Vistoria em escolas

 

Ainda em Uberlândia, a equipe técnica da SEE/MG esteve na Escola Estadual Professora Juvenília, vistoriando a obra de ampliação da unidade, que está construindo mais quatro salas de aula e irá também construir um refeitório para os cerca de 900 estudantes atendidos na instituição.

 

Na Escola Estadual Teotônio Vilela, anfitriã da Roda de Conversa, o secretário de educação conheceu as instalações da unidade e depois se reuniu com a superintendente Regional de Ensino, Onília Maria de Oliveira, e diretores de cinco escolas da SRE Uberlândia.

 

Entre os assuntos discutidos, debate sobre avanços já conquistados, melhorias realizadas nas escolas e desafios diários na gestão do ambiente escolar.

 

Inauguração

 

Já na região do Alto Paranaíba, no município de Patos de Minas, a SEE/MG inaugurou, quarta-feira (29/5), a obra da quadra poliesportiva Ângela Tavares na Escola Estadual Major Mota, construída pela parceria entre o Governo de Minas e o Ministério da Educação (MEC).

 

Durante a inauguração, Igor de Alvarenga enfatizou o impacto da obra na comunidade escolar.

 

"É fundamental para nós o impacto positivo da nossa política educacional na vida de cada estudante e na comunidade escolar em geral. A inauguração desta quadra representa um marco significativo, considerando os 13 anos de espera devido à paralisação da obra. Agora, com o apoio financeiro adicional do Governo de Minas, finalmente vemos essa obra sendo concluída", ressaltou.

 

O nome da quadra é uma homenagem à memória  da servidora Ângela, que foi Auxiliar de Serviços Básicos (ASB) na unidade, lugar onde trabalhou com amor pela educação e sonhava com a entrega 

 

"A inauguração da quadra é uma grande conquista.  Um sonho que se tornou realidade com investimentos do Estado que pegou uma obra iniciada há 13 anos pelo FNDE, que ficou paralisada sem conclusão e que se não fosse a SEE/MG, não seria concluída" , agradeceu a diretora Marli Aparecida Barbosa.

 

Para a entrega da quadra  à  comunidade escolar, foram investidos R$ 710 mil, sendo R$ 349 mil recursos do Programa Mãos à Obra na Escola da SEE/MG, e cerca de R$360 mil, investimento da União. 

 

Mãos à obra na SRE Patos de Minas

 

Por meio do Programa Mãos à Obra na Escola, o Governo de Minas já investiu mais de R$ 19 milhões, em 30 escolas, coordenadas pela Superintendência Regional de Ensino de Patos de Minas.

 

O recurso foi aplicado na execução de 55 obras de melhorias da infraestrutura, como reformas e ampliação das unidades escolares. Deste total, 24 já foram concluídas e entregues à população e 13 encontram-se em andamento.

 

Em todo estado, o Governo de Minas já investiu quase R$1 bilhão no Programa Mãos à Obra na Escola, atendendo 1.819 escolas, em 609 municípios, revitalizando os espaços, tornando as escolas mais confortáveis e acolhedoras para o aprendizado.


Assessoria